ÍNDIO disponibiliza suas últimas edições

Demorou, mas enfim estão sendo disponibilizadas as duas últimas edições da revista ÍNDIO. Os números 5 e 6 foram finalizados em setembro de 2012, mas só agora puderam ser colocados para download. Isso porque mais uma vez houve atraso do Programa Cultura e Pensamento, do MinC – patrocinador dessa ideia. Após três anos de muita paciência com os gestores do edital e de muitas buscas no mundo indígena entregamos aos leitores uma coleção que trata da cultura e dos direitos indígenas com respeito e dignidade.

Nessas edições tratamos de assuntos como o “genocídio” guarani kaiowá, anunciado no final de 2012 num claro sinal de desaprovação dos indígenas à forma com que têm sido tratados pelo governo federal; as mazelas da saúde no Acre; os acampamentos indígenas na beira das BRs do Sul; um especial fotográfico sobre os povos que habitam o Rio Negro, no Amazonas; charges de Carlos Latuff, reproduções de Cândido Portinari e muito mais. Acesse as edições e compartilhe com seus amigos. Até o próximo projeto!

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Online, mas ainda indisponível nos pontos de distribuição

Caros leitores, colocamos no ar a 4ª edição da revista ÍNDIO. Ficamos esperando a impressão do material para disponibilizar a íntegra da revista na internet, mas por problemas relacionados à gestão do edital do Programa Cultura e Pensamento – ao qual a revista está vinculada – a mesma permanece parada na gráfica desde outubro!

Passado tanto tempo, não podíamos mais deixar de publicar o belíssimo material que compõe nossa quarta edição.

Material regado à luta pelos direitos indígenas, nesta edição você acompanhará a saga dos Xavante de Marãiwatséde que foram expulsos de seu território tradicional nos anos 60 e hoje ocupam menos de 20% de sua área, ainda invadida por não índios.  Lerá também sobre a vulnerabilidade dos grupos isolados do rio Envira, no Acre, na área de fronteira entre Brasil e Peru. Em agosto de 2011, narcotraficantes peruanos invadiram uma das frentes de proteção da Funai na região e reacenderam a denúncia que o sertanista José Carlos Meirelles vem fazendo há pelo menos cinco anos: a presença de invasores coloca em risco a sobrevivência dos índios isolados. Falamos também sobre os Xukuru de Ororubá, do Nordeste, que buscam a conquista do território e manutenção da sua cultura, e sobre o “lado obscuro” da política indigenista oficial, que torturou muitos índios no passado. Além disso, trazemos o belo ensaio fotográfico de Roberto Guglielmo, com imagens dos anos 50 e 60 de indígenas xavante, karajá e bororo.

Baixe agora a revista e boa leitura!

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários